sexta-feira, 8 de junho de 2007

Falando português na frente dos americanos

__Muitos americanos odeiam quando estrangeiros com inglês fluente conversam em outra língua na frente deles. A razão é que eles acreditam que esses visitantes falam nas suas próprias línguas para dizer coisas ruins sobre os americanos que estão por perto sem que eles percebam. Antes de vir para cá, eu achava que isso fosse neura deles. Mas não é.
__Certo dia eu trabalhava vendendo ingressos quando todas as canetas pararam de funcionar. É que o ar estava tão frio que a tinta simplesmente não saía no papel. Os clientes precisavam das canetas para assinar os recibos. Para facilitar o trabalho, entregávamos para os compradores um mapa dobrado junto com o recibo que eles deveriam assinar e uma caneta. Então dizíamos:
__-Senhor, coloque o mapa embaixo para a caneta funcionar melhor.
__Assim, os clientes colocavam o mapa embaixo do recibo e a caneta funcionava razoavelmente. Mas um dos clientes não entendeu o que ele deveria fazer. Depois que eu pedi que colocasse o mapa embaixo do recibo, ele disse:
__-Como assim? Do que você está falando?
__-Senhor, coloque o mapa embaixo que fica mais fácil.
__-Ah sim! Entendi!
__Ao invés de ele colocar o mapa embaixo do recibo, ele colocou o mapa embaixo do cotovelo. Assim ele assinou o recibo, com o corpo e o braço tortos para conseguir apoiar o cotovelo no mapa. Não resisti e falei, em português:
__-João, o cara está apoiando o cotovelo no mapa ao invés de apoiar o recibo!
__Ele respondeu, também em português:
__-Que cara mais burro!
__Falar português na frente de um americano dentro do seu país quando se pode falar inglês é realmente rude. É como cochichar entre amigos na frente de um conhecido. Ele fatalmente se sentirá excluído ou pensará que estão falando dele, o que será verdade em boa parte das vezes.

7 comentários:

Wanessa disse...

Oi Renan!
Descobri seu blog a pouco tempo, mas sempre q posso venho aki dar uma olhada nas "novidades" rs. Vou participar no true e gostaria de algumas informações e dicas com vc. Seria muito te pedir para me add no msn?? wanessa.natalia@gmail.com
Abraços!
Wanessa

Anônimo disse...

Eu gostei de achar este artigo, pois estava procurando algo que falasse sobre isso porque as vezes me sinto um tanto quando disconfortavel quando estou falando em portugues com a minha amiga em frente so namorado dela. Desde que vim para os Estados Unidos que sempre procurei so falar em Ingles quando tem Americanos por perto, pois fui criada com a minha avo falando em Japones em frente da gente e eu me sentia muito mal de nao entender o que ela estava falando com o meu pai, por isso procuro nao falar em portuguese na frente de Americano, pois sei como eles se sentem.

Anônimo disse...

kkkkkkk, que massa!

Anônimo disse...

Interessante, que somos obrigados a falar o inglês quando vamos lá, ok. Tá certo é o q manda a boa educação, agora me pergunto... quantos americanos se esforçam pra falar o portugues quando vem aqui... Hipocrisia né!

Anônimo disse...

Somos obrigados lá. Eles chegam no Brasil e acham que as pessoas devem falar inglês para servi-los. Um turista norte americano estava em um ônibus em Copacabana/RJ e quase bateu na cobradora, pois ele não sabia pronunciar nenhum ditongo em português e ela não entendia nada, todos acharam aquilo um absurdo e ele ficou lá perdido, educação é internacional.
O problema é que algumas pessoas não se aceitam e não se realizam e se espelham em um povo que não respeita ninguém, mata seus presidentes, explodem e implodem seus cidadãos e deixam os brasileiros passando fome nos aeroportos em tempos de crise.
E sobre o português, eles não tem flexibilidade linguística para o português, são limitados.
Um brasileiro consegue se passar por um americano pelo telefone mas não o contrário.

E sobre o respeito, leia isso:

http://www.euviali.com/noticias/pop/celebridades-falaram-mal-brasil/

Anônimo disse...

Os Estados Unidos da América pode ser classificado como o país mais preconceituoso do mundo. Certo, existem exceções.

Anônimo disse...

Eu já fui xingado em outro idioma. Acho tudo isso muita falta de caráter e coragem para dizer o que realmente pensa sobre outrem.