domingo, 27 de maio de 2007

Second Job - O fim da saga

Vista da paisagem oposta ao resort

__Era 14 de janeiro. Eu já encerrara meu expediente no Ticket Sales e estava perambulando pelo resort e apreciando a paisagem. Depois de andar por uma hora, fui tirar um descanso na cafeteria. Chegando lá, encontrei o Arief, da Indonésia, mexendo no seu laptop numa das mesas.
__-E aí, Arief!
__-E aí? Como vai?
__-Continuo na procura do segundo emprego. Está difícil!
__-Por que você não tenta Front Desk no Mountain Inn? Eu acabei de sair de lá.
__-Por quê?
__-Eu não gostei do trabalho. Eu saí hoje. Tenta lá amanhã de manhã. Fala com o Ryan, que é o gerente do Front Desk.
__Na manhã do dia seguinte, lá estou eu no Mountain Inn para tentar a vaga no Front Desk, que é a recepção. O empregado que trabalha lá atende os hóspedes assim que eles chegam no hotel, faz o check-in, recebe seus pagamentos, ouve suas reclamações e resolve seus problemas, além de fazer reservas para novos hóspedes por telefone. Consegui falar diretamente com o tal do Ryan.
__Ryan era um cara enorme de óculos e cabelo liso que ficava caindo no olho. Ele veio até o lobby depois de ser chamado pela recepcionista que trabalhava no momento:
__-Oi. Eu estou aqui porque o Arief, que trabalhava aqui, me disse que vocês estão precisando de gente para trabalhar no Front Desk e eu estou interessado na vaga.
__-Isso. Quando você pode começar? Amanhã?
__-Pode ser hoje!
__-É melhor amanhã. Amanhã está bom.
__Essa foi a entrevista de emprego mais simples da minha vida. Eu não podia acreditar que tinha sido tão fácil. A vaga foi garantida numa conversa de menos de vinte segundos com um cara que era todo simpatia.
__O Mountain Inn era um hotel charmoso de noventa quartos. Eu entrara ali pela primeira vez há alguns dias com o Dan para usar o computador que ficava à disposição dos hóspedes e sentira um certo desconforto por estar num lugar tão elegante. Afastara a idéia de tentar um emprego ali, pois me parecia ousadia demais pedir uma vaga naquela beleza de hotel com o meu inglês carregado de sotaque. E agora eu trabalharia no balcão principal, sendo a voz do hotel para o hóspede na maior parte do tempo. Eu vivia uma deliciosa surpresa.
Foto de mim no Front Desk do Mountain Inn. A partir dali, responsabilidades maiores, inglês o tempo todo e contato direto e contínuo com hóspedes exigentes. Um emprego prazeroso de se conseguir e um desafio gostoso de se enfrentar.

__Eu trabalharia lá nos domingos e segundas, meus dias de folga no Ticket Sales, das 8 da manhã às 4 da tarde. Caso precisassem de mim, eu também poderia trabalhar das 4 da tarde à meia-noite em alguns dias da semana. O salário era de 8 dólares a hora, além de um bônus de 25 centavos por hora trabalhada se o contrato de trabalho fosse cumprido até o dia 15 de abril. O Ticket Sales me pagava 7,25 dólares a hora, além de 50 centavos de bônus nas mesmas condições.

Um comentário:

Rojane disse...

Ufa!!! algo fácil enfim...